Make your own free website on Tripod.com

Porquê fazer reflexão?

Projecção da montagem "O Homem que não era Homem"

Diálogo aberto

 

 

  • Expressar livremente a reacção pessoal ao que foi visto;
  • Levar, de forma gradual e progressiva, ao aprofundamento até se conseguir realizar uma análise exaustiva de cada imagem e do conjunto:
    1. Situações que expressam a alienação, a despersonalização e a massificação do homem actual.
    2. Em que situações da vida hodierna se repetem este casos?
    3. Que significado terá o espelho?
    4. Que significado terá o sonho, a visita do médico, a farmácia, o protagonista com a recita em frente de homens sem rosto?... (2ª parte da montagem)
    5. Que significado terá o passar do "tic-tac" para o bater do coração (3ª parte)?

 

 

 

Ver de novo as imagens da montagem

 

Trabalho de grupo

 

 

  • Para que será necessário pensar, reflectir, dialogar, sobre a vida, a fé, os acontecimentos do mundo etc?

 

 

Complementação

 

 

Necessidade de cada um "pensar por si". Emprestar à sua vida e à sua existência - sempre únicas e singulares - respostas igualmente únicas e singulares. Na verdade, a maior parte dos homens não sente necessidade de reflectir sobre o que faz, vive ou sente, de saber as razões porque faz uma coisa e não outra, de compreender o significado ou o sem sentido das actividades que adopta durante a vida. Trabalham, divertem-se, aborrecem-se, distraem-se e repetem esse ciclo indefinidamente até que se aclimatam a ele e o consideram inevitável, nada mais havendo a fazer do que aceitar do que aceitar as coisas como são e viver da melhor forma possível.

 

Necessidade de cada um opor a sua "existência autêntica", fundamentada e assumida.

 

Necessidade de passar de uma vida à flor da pele, à profundidade de vida. Não deixar que sejam os outros a pensar por nós e saber fundamentar a sua opção.

 

Passar do "senso comum" ao "bom senso".

 

Ajudar na caminhada do grupo, que não deve ser em "círculo", mas em "espiral".