Make your own free website on Tripod.com

O "antes" e o "depois" da reflexão

 

O "antes"

O animador deve ter a preocupação constante por se formar, saber mais, ler, escutar, estar atento às situações da vida, dos elementos do grupo. Ter a capacidade de diálogo, flexibilidade no trato, compreensão, paciência quando os membros do grupo põem dificuldades ou problemas, ter um comportamento como testemunho de vida cristã. Assim poderá ter uma maior capacidade de resposta na orientação das reuniões, no desenvolvimento dos temas ou no aprofundamento das questões mais pertinentes da reflexão. É importante que o animador tenha sempre presente a sua missão de servir para que os outros possam crescer como pessoas.

·         Sem dúvida que é extremamente importante a preparação prévia de qualquer reunião, muito mais uma reflexão.

·         O animador deve preparar-se com antecedência para o tema que se vai reflectir no grupo. Para tal deve recorrer a livros, experiências (experiência humana), testemunhos de vida, à Bíblia ou documentos da Igreja (dimensão cristã). Uma vez preparado o animador, estará em condições de superar as dificuldades, as perguntas desnecessárias ou introduzir as convenientes.

·         Tentar arranjar o material de apoio necessário: livros, diaporamas, vídeo, testemunhos, etc…

·         Se o tema for definido com antecedência (deve ser a situação mais frequente), deve-se convidar todo o grupo a preparar-se individualmente (com um texto de apoio, leitura de uma determinada passagem, procurar elementos relacionados com o tema, etc…)

·         Quando o grupo já tiver alguma caminhada ou os seus membros forem capazes, propor que 2 ou 3 membros do grupo sejam os responsáveis pela orientação do tema.

·         Por vezes o animador terá necessidade de "improvisar", o que exigirá uma preparação "genérica" que lhe permita responder aos desafios que lhe são colocados. Esta improvisação pode significar abordar um tema que não estava previsto ou alterar a dinâmica prevista para a reunião (quando as circunstâncias o aconselharem),

·         Há que cuidar, também, a preparação do local. Procurar que seja acolhedor o que pode exigir uma preparação prévia. Dispor as cadeiras em círculo (não de costas voltadas…). Decorar a sala com cartazes contendo mensagens ou imagens alusivas ao tema,

O "depois"

O animador terá que orientar sempre a reflexão de forma a levar ao compromisso.

·         O que descobri hoje nesta reunião faz sentido?

·         Em que pode mudar a minha vida?

·         Como posso dar o meu contributo, no grupo, na família, na escola, no trabalho?

·         Será que estou a ser um cristão coerente com os valores propostos por Jesus?

Sugestões para ajudar a assumir um compromisso:

·         Utilizar símbolos

·         Definir compromissos concretos, pessoais ou de grupo, que possam ser avaliados.

A avaliação é bastante importante para "verificar" até que ponto a reflexão foi levada à vida (dos indivíduos, do grupo e do seu ambiente). Pode ser feita na reunião seguinte (necessariamente breve) ou com mais tempo, num dia de "retiro", ou numa reunião só para o efeito…


© Equipa Arciprestal da Pastoral Juvenil de Barcelos
eapjb@geocities.com

1